Perguntas e respostas sobre Hipnose e PNL

 

Perguntas e respostas sobre a Hipnoterapia e PNL


Hipnoterapia e PNL

Hipnose e PNL



Como seria esse tratamento?
Primeiramente partimos do principio que todo sintoma é parte de um conflito psicológico. Buscamos tratar esses conflitos com métodos de Pnl se caso houver  necessidade direcionamos o tratamento  através de outras ferramentas terapêuticas como hipnose, métodos da PNL, metáforas,  EFT, EMI,  linha do tempo , alinhamento de níveis neurológicos e etc.
 O que eu poderia tratar com esses métodos?                                                                   

  Tratamento  para a depressão,traumas, baixa auto estima, pressão alta,  diabetes ,rápida recuperação de cirurgia, preparação para cirurgia ,fobias, ansiedade, estresse,insônia, alergias ,transtorno de Humor, fibromialgia, fadiga, maus hábitos, dor crônica, enxaqueca TPM, memória, preparação para provas, ejaculação precoce, emagrecimento, Culpa,tristeza, mágoa, insegurança, raiva, vergonha e conflitos , relacionamentos  e etc.


Todo mundo pode ser  hipnotizado?Em primeiro lugar o transe hipnótico é natural em 98%  da população, o nível de profundidade é que pode variar.   Em se tratando de terapia pela hipnose nem todo mundo consegue desenvolver níveis satisfatórios a ponto de tratar alguns sintomas, além de algumas pessoas serem altamente resistentes. 

Por esse motivo a hipnoterapia é realizada em conjunto com os outros métodos como, por exemplo, a PNL. Mesmo que você apresente resistência ao processo hipnótico  ou não consiga ser hipnotizado, há muitas outras maneiras para você alcançar seus resultados.


Quantas sessões? O mínimo possível, já tratei pacientes com uma  sessão de poucos minutos e em outros casos  até quinze  a vinte sessões, isso  pode variar de acordo com cliente e o problema a ser tratado.  Após uma determinada sessão, haverá um prazo acordado para verificar novamente e dar uma atualização do progresso
.

hipnose BH

Perguntas e respostas sobre Hipnose e PNL
Hipnose e Programação Neurolinguistica BH

Comentários